Documentário inédito sobre Lina Bo Bardi

Lina Bo Bardi

Como parte das comemorações do centenário de nascimento da arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi (1914-1992), o colégio Albert Sabin patrocina uma ação cultural que envolve oficinas, apresentações musicais e a exibição de um documentário inédito em homenagem à arquiteta nos jardins do Museu da Casa Brasileira, no próximo dia 25.

A programação começa às 14h30 e a projeção do documentário “Precise Poetry”, dirigido por Belinda Rukschcio, acontece às 19h15. O filme aborda vida e obra de Lina Bo Bardi por meio de entrevistas com amigos e colaboradoras, trazendo imagens de projetos criados por ela em São Paulo e Salvador, além de destacar seu legado para a arte e a arquitetura brasileiras.

Serviço:

Exibição do documentário “Precise Poetry”

Local: Museu da Casa Brasileira – Av. Faria Lima, 2.705, São Paulo

Data: 25 de outubro de 2014

Horário: 19h15

Fone: 11 3032-3727

mcb.org.br 

*Foto: Bob Wolfenson

 

Compartilhe:

Livro traz registros históricos de grades ornamentais de Belo Horizonte

Print

Lembra quando você flanava pela cidade e cada casa tinha um estilo, um gradil, uma poesia? Com a verticalização das grandes cidades, as construções deixaram o romance de lado e parte da história da nossa arquitetura está se perdendo. Foi pensando nisso que Fernanda Goulart, professora de Artes Gráficas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), saiu às ruas da capital mineira em 2011, com um grupo de pesquisadores que percorreram cerca de cem trajetos em 35 bairros antigos da cidade, em um esforço que resultou em mais de quatro mil imagens frontais, com os tipos de grades ornamentais fotografadas individualmente. A partir destas fotos, os modelos foram vetorizados e transformados em um acervo de ornamentos (salvos em DVD) e em um livro, o “Urbano Ornamento: inventário de grades ornamentais (e outras belezas)”.

livro ornamento urbano 2

Em versão impressa e digital, a publicação traz um inventário abrangente de grades ornamentais, uma reflexão sobre o significado destes bens, assim como das residências e habitantes que guardam. O livro tem 320 páginas com inúmeros desenhos de gradis elaborados, fotografias de casas e depoimentos de moradores. Além do registro histórico, os desenhos do acervo criado permitem a reaplicação atual de gradis tradicionais em diferentes plataformas por designers, arquitetos, serralheiros e interessados, por meio de modelos reprodutíveis presentes no livro, que podem ser usados para quaisquer fins, livres de direitos autorais, viabilizando a manutenção viva desta rica tradição de elaborar grades ornamentais em nossas cidades.

Serviço:

Lançamento do livro “Urbano ornamento: inventário de grades ornamentais (e outras belezas)”

Local: Museu da Casa Brasileira – Av. Faria Lima, 2.705 – São Paulo

Data: 21 de agosto de 2014

Horário: A partir das 19h30

Fone: 11 3032-3727

mcb.org.br

Compartilhe:

Designer cria obras de arte com árvores mortas

Quando você anda pelos 100 hectares do sensacional Instituto Inhotim, em Minas Gerais, parece não cansar. Mas cansa. E quando você precisa o fôlego que lhe tiraram todas aquelas obras de arte contemporânea, o que faz? Senta sobre uma das 98 criações do gaúcho Hugo França. E não se cansa de admirá-las. A partir de árvores (em sua maioria de pequi) mortas, ele desenvolve esculturas mobiliárias magníficas, que a gente até fica com pena de usar. Mas, como o próprio nome diz, são móveis e interagir com eles é mais do que permitido. E depois tudo o que você quer é continuar admirando sua beleza, levá-la para casa, nem que seja em uma fotografia. Agora, quem mora em São Paulo vai poder conferir pessoalmente suas peças, na mostra Resgate na Natureza, em cartaz até 19 de outubro, no Museu da Casa Brasileira.

Durante um ano, Hugo produziu 15 itens especialmente para a exibição. São casulos, esculturas, mesas e bancos feitos a partir de troncos, galhos e raízes sem vida, cuidadosamente dispostos no jardim do MCB. Além das esculturas, estará à venda o catálogo da exposição, com ensaio fotográfico de Andrés Otero mostrando o processo criativo do artista e registros imagéticos das peças, clicados por André Godoy. “Hugo é um filósofo que oferece ao habitante das grandes cidades a oportu­nidade de entrar em contato direto com a natureza e as formas naturais”, resume Néssia Leonzini Pope, que assina o texto do catálogo.

hugo franca 1

hugo franca 2

hugo franca 3

hugo franca 4

hugo franca 5

hugo franca 6

Serviço:

Exposição Hugo França – Resgate da Natureza

Local: Museu da Casa Brasileira – Av. Brigadeiro Faria Lima, 2705 – São Paulo

Data: de 16 de agosto até 19 de outubro de 2014

Horário: de terça a domingo, das 10h às 18h

Fone: 3032-2564

Ingressos: R$ 4 e R$ 2 e entrada gratuita aos sábados, domingos e feriados

mcb.org.br

O Museu da Casa Brasileira – instituição da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo – é parceiro do Living Design para levar o melhor da arte e da arquitetura à população do nosso país.

Compartilhe:

Série de debates usa paisagismo como meio de desenvolvimento urbano

museu-da-casa-brasileira-e1360162208332

Ouça abaixo a matéria que foi ao ar no rádio ou clique aqui para fazer o donwload:

 

O Museu da Casa Brasileira, referência internacional em design e arquitetura, promove, em parceria com a Associação Nacional de Paisagismo, uma série de debates e palestras sobre paisagismo e temas correlatos.

Em sua primeira edição o evento tem como objetivo discutir as possibilidades e soluções de infraestrutura verde nos centros urbanos. A ideia é criar alternativas para alguns dos problemas enfrentados pelas grandes cidades brasileiras.

Com periodicidade bimestral, a mesa redonda recebe nomes importantes do paisagismo nacional, como Eliana Azevedo, Cecilia Herzog e Gilberto Elkis. O público interessado pode se inscrever pelo telefone (11) 3032 2499 ou pelo e-mail agendamento@mcb.org.br ou. Lembrando que também será possível inscrever-se na hora do evento.

Serviço

Debate ANP – Infraestrutura Verde Urbana

Local: Museu da Casa Brasileira – Avenida Faria Lima, 2.705 – Jardim Paulistano

Data: 26 de junho

Horário: às 19h30

Fone: 11 3032-3727

www.mcb.org.br

*O Museu da Casa Brasileira – instituição da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo – é parceiro do Living Design para levar o melhor da arte e da arquitetura à população do nosso país.

Compartilhe:

Museu da Casa Brasileira apresenta exposição sobre cerâmicas

Ouça abaixo a matéria que foi ao ar no rádio ou clique aqui para fazer o donwload:

 

Está em cartaz no Museu da Casa Brasileira a exposição “Utensílios: o espírito das formas”. A partir de peças da ceramista paulista Caroline Harari e de imagens da produção de cerâmica no Brasil, clicadas pela fotógrafa paulista Zaida Siqueira, a mostra trata da tradição das formas cerâmicas e suas técnicas artesanais.

Foto de Zaida Siqueira

Foto de Zaida Siqueira

Foto de Zaida Siqueira

Foto de Zaida Siqueira

Peça de Caroline Harari

Peça de Caroline Harari

Peça de Caroline Harari

Peça de Caroline Harari

Peça de Caroline Harari

Peça de Caroline Harari

Serviço

Exposição “Utensílio: o espírito das formas”

Local: Museu da Casa Brasileira – Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2705, Jardim Paulistano – São Paulo, SP

Data: de 23 de abril até 1 de junho de 2014

Horário: de terça a domingo, das 10h às 18h

Fone: 11 3032 – 3727

www.mcb.obg.br

*O Museu da Casa Brasileira – instituição da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo – é parceiro do Living Design para levar o melhor da arte e da arquitetura à população do nosso país. 

Compartilhe: