Ucho Carvalho – um homem muito elegante

Ouça abaixo a matéria que foi ao ar no rádio ou clique aqui para fazer o donwload:

 

Nesta edição do quadro Personalidade Paulistana, você vai conhecer a charmosa casa do consultor visual Ucho Carvalho, que hoje é responsável pela área de imagem estratégica de algumas das maiores e mais importantes agências de publicidade do Brasil, como DM9DDB e África, além de prestar consultoria para uma série de outras empresas de renome.

Ucho mora faz dez anos numa casa típica dos anos 40 no bairro do Pacaembu, em São Paulo. Há algum tempo, seu filho André, estudante de arquitetura mudou-se para lá, mais ou menos na mesma época em que o consultor casou-se pela segunda vez – e com uma designer de interiores! Apesar de morarem cada um em sua casa, foi a partir de então que o ambiente, mesmo habitado só por homens (inclusive o cachorro, o weimaraner Haroldo), ficou mais organizado. “Antes, as coisas aqui eram largadas, penduradas em qualquer canto, bem casa de artista mesmo. Com a chegada do André, as coisas foram se arrumando, e Nórea deu o toque final”, diz Ucho.

Vamos entrar?

Esta é a fachada da casa, bem ao estilo anos 40, e que Ucho fez questão de não mexer. “A arquitetura daqui me lembra as casas que havia em Santos, onde eu nasci e cresci. Por isso gosto dela assim e não quis mudar nada”.

Ao lado da porta de entrada há uma parede inteira coberta pelos mais diversos patuás – até uma gárgula “espanta-demônios” tem seu espaço. Para Ucho, que não segue uma religião em específico, os objetos são “macumbas sem segundas intenções”, que servem para atrair boas energias, já que a maioria deles foi presente de amigos e da família.

A sala de estar ganhou uma televisão com a vinda de André. Os tons coloridos ficam por conta dos livros e das obras de arte. Mas na opinião do consultor, as cores que predominam na casa são as sóbrias, masculinas.

Do lado oposto, na mesma sala, o sofá está coberto por mantas. “São Paulo é uma cidade fria, por isso deixo as mantas aí no inverno, para a gente se enrolar nelas e ver TV”, conta Ucho. No lado esquerdo, uma “assamblage” feita por ele: uma composição de peças diferentes com o mesmo tema – neste caso, o coral.

Quando se mudou para esta casa, o consultor trouxe móveis e objetos que foram de outras moradas – apenas 10% do que está lá teve de ser comprado. “Aqui eu tenho um mosaico onde reconheço todas as épocas da minha vida – tenho uma relação bem estabelecida com o meu passado”, diz ele.  A coleção de vasos de cerâmica, com peças de vários tempos e locais diferentes, é um exemplo disso.

E por falar em coleções, Ucho tem várias delas, embora no momento não esteja mais de dedicando a nenhuma. No escritório, estão os “homens sérios” – bonecos e imagens de super heróis, políticos e outro figurões da história mundial. A cadeiras Charles e Ray Eames mostrar que ele também gosta de apreciar designs clássicos, e a aquarela (no mural, à esquerda) e de sua própria autoria – e ainda está sendo finalizada.

Bem clean, o quarto de Ucho é um verdadeiro local de descanso, mas impossível não se impressionar logo de cara com o enorme quadro que fica acima da cabeceira da cama, feito por Ricardo Van Steen. Na tela, o homem retratado é o próprio Ucho na visão do artista, sempre “perdido” na imensidão dos monumentos de cidades por onde os dois viajavam.

O jardim é um dos locais preferidos do consultor – aliás, foi ele mesmo quem fez o projeto de paisagismo do espaço. “Tenho muito conhecimento sobre plantas, sou eu quem podo, escolho, planto”, revela Ucho, que adora sentar na mesa de ferro quando tem um tempo livre, ler o jornal e ouvir os passarinhos cantarem.

*fotos André Forni

Compartilhe:

César Giobbi

Ouça abaixo a matéria que foi ao ar no rádio ou clique aqui para fazer o donwload:

 

A edição do quadro Personalidade Paulistana que vamos apresentar hoje é apenas a primeira de uma trilogia pra lá de especial sobre as casas de um dos colunistas sociais mais conhecidos em todo o país: Cesar Giobbi. Ele, que por muitos anos foi titular absoluto no jornal o Estado de São Paulo e hoje está no Portal Onne, está deixando o apartamento onde vive com seu companheiro Paulo Mortari, para se estabelecer em um lugar menor. A causa não poderia ser melhor: ambos compraram uma casa de campo no interior de São Paulo, e pretendem passar cada vez mais tempo por lá.

O Living Design já deixou combinado com Cesar: vamos mostrar as três moradas para nossos ouvintes e leitores do blog. Pra começar, hoje vamos conhecer o apartamento em que os dois vivem há onze anos, no bairro dos Jardins, em São Paulo, e do qual eles irão se despedir no próximo mês de janeiro. Vamos entrar?

Antes de se mudar para este apartamento, Cesar visitou outros 60 imóveis, todos na região dos Jardins. Acabou optando por este, apesar de ter de realizar uma grande reforma, devido às janelas grandes, que proporcionam bastante iluminação aos ambientes. “A casa onde eu morava antes, no Pacaembu, era charmosa, mas era escura. Para a decoração, quase nada foi adquirido – muitos dos móveis vieram das casas de sua família aqui no Brasil, na Itália e na Suíça.

Apesar de ter muitos móveis clássicos – verdadeiras antiguidades, como as cômodas que vieram da casa da sua avó, em Milão – Cesar define seu estilo como contemporâneo, principalmente no que diz respeito às obras de arte. A tela vermelha ao fundo, por exemplo, é da artista Marina Saleme. A poltrona, que tem uma idêntica a sua frente, é o lugar da sala onde ele e Paulo se acomodam diariamente pra lerem os jornais.

O escritório também é um lugar da casa em que a dupla passa bastante tempo. “Apesar de o meu trabalho ser bem perto, às vezes prefiro trabalhar à noite, ou mesmo vir pra cá para não ser interrompido pelos telefones”, conta Cesar. Nas estantes, e nas paredes, mais obras de arte.

A mesa pequena para a sala de almoço já é um reflexo da mudança – a mesa de jantar, maior, já foi transferida para a casa de campo. O vermelho que aparece aqui e em outros cômodos não foi proposital, segundo Cesar, e sim uma coincidência.

O apartamento tem um mezanino no qual foi instalada toda a aparelhagem para a prática de Pilates, que faz parte da rotina de Cesar e Paulo. Por lá, também ficam os animais de estimação: os passarinhos.

Por morar na cobertura do edifício, Cesar tem a sorte de poder relaxar e até mesmo se atualizar nas leituras dos jornais no arborizado deque, que tem diversas plantas, jabuticabeiras (que dão frutos) e uma vista incrível.

É também no deque que Cesar mantem uma espécie de altar, com diversas peças que ganhas de amigos de diferentes religiões. “Eu, particularmente, não sigo nenhuma em específico, mas gosto muito de guardar esses presentes, são boas vibrações”, diz.

*Fotos André Forni

Compartilhe:

Silvia Poppovic – apaixonada por decoração

Ouça abaixo a matéria que foi ao ar no rádio ou clique aqui para fazer o donwload:

 

O Living Design convida você a visitar conosco o apartamento de uma autêntica Personalidade Paulistana: a jornalista e apresentadora de TV Silvia Poppovic. Moradora do bairro de Higienópolis por, praticamente, toda a vida, ela tem uma ligação mais que especial com o apartamento onde mora hoje com seu marido, o endocrinologista Marcello Bronstein, e a filha de 10 anos, Ana.

Silvia é realmente apaixonada por tudo o que envolve arquitetura e design, tanto é que, ao prestar vestibular, cogitou a carreira de arquiteta. Mas já que optou pela carreira jornalística, aproveitou para colocar esse “lado B” em prática nos lugares onde morou. “Já morei em um apartamento enorme, inteirinho revestido de vidrotil branco, em que derrubei todas as paredes – era um quarto e sala com mais de 200m²”, conta ela, que só saiu desse imóvel porque se casou ao ter a filha.

O apartamento mora hoje fica no mesmo prédio onde moraram seus avós, ou seja, além de ser bonita e espaçosa, sua casa ainda traz ótimas lembranças.  Para ela, que define seu estilo como contemporâneo, bom gosto é uma questão de adequação e estar afinado com o momento que se vive. “Eu acho que precisamos viver o que acontece agora, no nosso tempo, não reavivar algo do passado, que não tem nenhuma conexão com nossa realidade, como o estilo Neoclássico. Quem comprou um apartamento assim ainda vai se arrepender”, aposta Silvia.

Vamos entrar?

A sala principal do apartamento de Silvia não é meramente ilustrativa: ela adora receber lá tanto seus amigos quanto os amigos da filha. “Quando é preciso, tiro os móveis do meio para ter mais espaço”. Na mesa de centro, os pesos de papel fazem parte de uma das várias coleções da jornalista – sim, ela tem mania de colecionar algumas peças, até enjoar e mudar o tema. O gosto por design fica evidente na clássica luminária Arco, do italiano Achille Castiglioni.

O que era para ser a sala de jantar acabou se transformando no escritório de Silvia, o lugar onde ela trabalha, lê os jornais e recebe a imprensa. No entanto, quando é preciso, todo o material – inclusive o computador – sai de cima das mesas para que estas façam as vezes de buffets. “Já estou pensando em rever este espaço, porque a família está crescendo”, diz Silvia.

É na poltrona Charles Eames – um dos maiores clássicos do design – que a apresentadora da TV Bandeirantes se senta todos os dias para colocar a leitura dos jornais em dia. Atrás, a tela “Sex Appeal” é da artista plástica Maria Bonomi. Já repararam que esta é terceira foto em que aparecem orquídeas? Silvia nunca deixa sua casa sem elas.

Nas prateleiras espelhadas, que também ficam no escritório, mais uma coleção de Silvia: taças de champagne.

No canto esquerdo da bancada roxa (super moderna, por sinal), a mais nova paixão da colecionadora Silvia Poppovic: porcelanas brancas Rosenthal. “Estive recentemente em um hotel em Israel em que todas as louças eram brancas, mas cada uma diferente da outra. Fica fantástico”.

Silvia e seu marido, Marcello, são ávidos apreciadores de obras de arte. “Não temos mais paredes para colocar as telas!”, conta. Esta é da artista plástica Ana Aun. Fã de design brasileiro, a jornalista adora a cadeira em forma de quati, da Marcenaria Trancoso. “Os estrangeiros ficam loucos quando a vêem”.

O escritório “oficial” da casa é ocupado por Marcello, que além de endocrinologista, também é professor da Faculdade de Ciências Médicas da USP. Sem dúvida, o que mais chama a atenção no ambiente é a luminária do designer Ingo Maurer.

Quando a família se mudou para este apartamento, o quarto de Ana – projeto de Brunete Fraccaroli – era super colorido, tinha uma parede de cada cor. Ela demorou um pouco para se adaptar, mas no fim, dominou o espaço. Agora que a filha de Silvia já está um pouco maior, as paredes estão brancas e são os objetos que se destacam por suas cores.

Silvia acha ótimo que o marido e a filha não costumam dar muitos palpites na decoração da casa – pelo menos até agora. A cama de princesa já ganhou uma personalização feita pela própria Ana: uma luminária de acampamento!

Até em seu quarto a jornalista tem obras de arte (como o quadro que fica na cabeceira da cama), mas lá ela também guarda uma série de mimos, como desenhos feitos por Ana e as miniaturas de brinquedos clássicos da Alemanha, que ficam em cima de uma caixinha feita pela própria Silvia em algum quadro de artesanato de seus programas.

Compartilhe:

Carla Fiorito – uma jornalista com muito estilo

Ouça abaixo a matéria que foi ao ar no rádio ou clique aqui para fazer o donwload:

 

CARLA FIORITO 101

De volta com o quadro Personalidade Paulistana, o Living Design foi conhecer o apartamento da jornalista Carla Fiorito, apresentadora do programa FTV News, da Fashion TV, e do TAM nas Nuvens, programa de bordo que é transmitido durante os vôos da TAM.

Localizado no bairro da Vila Mariana, em São Paulo, o pequeno e charmoso apê é muito significativo para Carla. “Desde os 15 anos, meu grande sonho era morar sozinha, mas só fui conseguir isso aos 30, quando vim para cá. Portanto tenho uma ligação muito especial com ele. Apesar de serem apenas 42m², nunca tive tanto espaço na vida!”, conta.

A apresentadora nos disse, inclusive, que depois de conquistar um canto que é só seu, passou a ser mais caseira e a gostar mesmo de ficar dentro de casa, curtindo cada espaço e os deixando cada vez mais com a sua cara.

No entanto, após três anos e meio de alegrias, chegou o momento de Carla deixar seu “templo”, como ela mesma chama seu apartamento. A jornalista está de mudança para um lugar maior, já que irá se casar. “Percebi há pouco tempo que não tenho nenhuma foto daqui. Por isso, participar do Personalidade Paulistana foi muito bacana – agora, vou ter um registro super caprichado deste cantinho que é tão especial para mim”.

Vamos entrar?

CARLA FIORITO 069

Quando Carla chegou a este apartamento, onde havia morado uma amiga de sua irmã, ele estava praticamente vazio. Aos poucos, ele foi sendo decorado, e ficou do jeito que a jornalista sempre sonhou. O sofá, comprado na praça Benedito Calixto, chamou a atenção pela cor berinjela, e é uma das pelas mais queridas. A gravura de Monet foi comprada no MoMA, em Nova York.

CARLA FIORITO 072

Este lustre, que tem a lâmpada estampada com desenhos de frutas, veio de Buenos Aires – Carla está lá sempre a cada duas semanas para gravar seu programa da Fashion TV. A apresentadora é louca pelas lojas de decoração da capital argentina, principalmente as que ficam nos bairros de Palermo e San Telmo.

CARLA FIORITO 066

Todas as paredes da casa são brancas – com exceção desta, que é vermelha e ajuda a criar um clima oriental ao lado da luminária, da mesa e dos objetos em cima dela. Carla ama livros sobre viagens e cinema, e fotos: a menor, em preto e branco, foi tirada no casamento de seus pais. Mais romântico, impossível!

CARLA FIORITO 045

Quando viu este pufe numa loja de Nova York, Carla ficou tão apaixonada que o esvaziou, colocou na mala e, chegando no Brasil, mandou encher de novo! O vaso, mexicano, foi presente do namorado, e vai ganhar um lugar de destaque no próximo apartamento.

CARLA FIORITO 026

A cama, em estilo oriental (que a jornalista descobriu adorar quando foi morar sozinha), foi feita sob medida. Carla gosta de trocar as almofadas sempre que se cansa delas.

CARLA FIORITO 033

Atrás da cama, mais uma gravura comprada no MoMA – esta é de Marc Chagall. A luminária descoladíssima, assim como a que está na sala, também veio de Buenos Aires.

CARLA FIORITO 024

Enorme, a mala Viktor & Rolf que a apresentadora leva quando viaja não cabe em nenhum armário da casa. Sem problemas – ela é linda, e acabou sendo incorporada à decoração. As fotos de família estão presentes em todos os cantos.

CARLA FIORITO 088

Até na cozinha Carla guarda lembranças das suas viagens. Em cima do exaustor, estão algumas duas das bebidas mais típicas do Peru: o pisco e a Inka Cola.

CARLA FIORITO 089

Compartilhe:

Personalidade Paulistana: Helena Montanarini*

helena montanarini 015

Ouça abaixo a matéria que foi ao ar no rádio ou clique aqui para fazer o donwload:

  A consultora de moda e estilo Helena Montanarini, que já passou pela redação das mais importantes revistas do Brasil e é uma das maiores experts e compradoras de marcas de luxo no país, sempre quis ter uma casa no Jardim Paulistano. Quando finalmente achou uma casa bem velha e que pudesse ter seu terreno aproveitado, chamou um arquiteto amigo seu, da época de cursinho – que é ninguém menos que Marcio Kogan – para ajudá-la no projeto da casa de seus sonhos.

O briefing de Helena foi bastante simples: além de deixar claro que não seria necessário usar materiais caros, ela pediu um lugar bastante funcional, com traços minimalistas, onde pudesse trabalhar, relaxar e receber seus amigos com muito conforto. A isso, a consultora adicionou seu toque pessoal para deixar os ambientes mais quentes, convidativos. O resultado ficou fantástico, apesar de alguns espaços, como o quarto principal, não estarem completamente prontos. “Ainda não encontrei a linguagem dele”, explica Helena, que define o estilo do seu lar como “cool chic – elegante sem ser pretensioso”. Vamos entrar?

helena montanarini 006

A sala tem o pé direito altíssimo, o que confere ao ambiente um ar imponente, suntuoso. Para acomodar todos os livros, CDs e DVDs, Marcio Kogan fez uma estante com sete prateleiras – a última chega ao teto. As quatro primeiras já estão lotadas. “Tenho o resto da minha vida para preencher as outras. E acho que vou conseguir”, diz Helena.

helena montanarini 040

A poltrona repleta de ursinhos de pelúcia, assinada pelos irmãos Campana, foi amor à primeira vista. “Quando a vi na vitrine da Conceito: Firma Casa, fiquei apaixonada. Tenho uma “coisa” por ursos porque, quando eu era criança, só tinha bonecas!”, confessa a consultora. De tempos em tempos, os designers mandam uma “enfermeira” para ver se está tudo ok com os bichinhos. Um luxo, não?

helena montanarini 007

Helena não é muito fã de quadros nas paredes, mas uma vez, quando sua sala foi produzida para fotos de uma revista, esta foto da represa de Guarapiranga foi colocada para incrementar o visual. “Gostei tanto que ela nunca mais saiu daí. Liguei para o galerista e negociei a foto na hora”, conta.

helena montanarini 037

A mesa da sala de jantar, feita de madeira maciça e trazida de Minas Gerais, foi um dos poucos móveis que Helena teve de comprar quando se mudou, pois a mesa antiga não coube no espaço. O imponente lustre de cristal foi “salvo” pela consultora, pois estava quase sendo desmontado para ter suas peças reaproveitadas. “As pessoas não gostam desse aspecto meio sujo que a prata deixa na peça, mas eu acho lindo”. O quadro, presente de seu pai, ainda está no chão porque a consultora ainda não sabe se aquela parede é mesmo o lugar dele.

helena montanarini 061

A princípio, Helena gostaria de ter uma cozinha integrada com a sala. Infelizmente, por um problema no terreno, isso não foi possível. Mesmo assim, ela adora o ambiente, que é bem claro, clean -  e tem todos as panelas e eletrodomésticos vermelhos.

helena montanarini 034

Marcio Kogan sugeriu que a consultora colocasse uma jabuticabeira na área externa dos fundos, mas ela bateu o pé: queria um ipê amarelo, para vê-lo florescer. E ganhou a briga! Atrás da parede de pedras, ficam o quarto de hóspedes e a suíte da empregada, que tem até varanda.

Compartilhe: