Milão 2014: Mario Cucinella recebe prêmio

O renomado arquiteto italiano Mario Cucinella recebeu no Salão do Móvel de Milão 2014 o prêmio WT Smart City Award, que seleciona projetos inovadores e com conceitos sustentáveis. O trabalho eleito vencedor foi o Centro de Telecomunicações da Argélia – ARPT (Autorité de Régulation de la Poste et des Télécommunications), caracterizado por técnicas naturais de refrigeração.

ARPT tem uma forma aerodinâmica convexa em seu norte, responsável por desviar os ventos quentes do meio-dia, e côncava no sul, a fim de capturar a brisa fresca da noite. Dessa maneira, toda a ventilação do edifício se torna natural.

Misturando tradição e modernidade, o projeto foi inspirado na paisagem do deserto argelino, onde as dunas aparecem como “construções” da natureza, feitas pelo vento e pela areia. E seu design lembra o arco ogival típico da arquitetura mediterrânea local e da inclinação do diagrama solar.

A maquete ficou exposta no Salão do Móvel de Milão.

FOTO 1

FOTO 2

FOTO 3

FOTO 4

FOTO 7

FOTO 8FOTO 5

FOTO 5

Compartilhe:


Zaha Hadid apresenta coleção 2014 para Viviona Swinwear

Sair do mundo da arquitetura e aplicar seus traços na moda é um costume entre os arquitetos. E, depois de desenhar sapatos para a Melissa, Lacoste e United Nude, joias para a Swarovski e bolsas para a Louis Vuitton, a renomada Zaha Hadid mergulhou novamente no mundo fashion e é a autora da coleção 2014 de roupas de banho da Viviona Swinwear.

As peças da iraquiana têm um desenho moderno, que destaca determinadas partes do corpo por meio de transparências em tecidos finos e também de aberturas padronizadas e simétricas.

FOTO 1

FOTO 2

FOTO 3

FOTO 5

Compartilhe:


David Chipperfield assina a nova sede do Prêmio Nobel

O escritório alemão David Chipperfield Architects venceu a disputa para construir a nova sede do Prêmio Nobel, em Estocolmo, na Suécia. Seu projeto, chamado de “Nobelhuset”, traz um edifício revestido em bronze e à beira-mar onde estarão espaços expositivos, áreas de convivência, biblioteca, restaurante, loja e um grande auditório para a realização da cerimônia anual de premiação.

FOTO 1FOTO 2

Segundo o júri, “Nobelhuset” tem uma “aparência elegante, atemporal e atraente, simbolizando as atividades relacionadas ao Prêmio Nobel de uma maneira convincente.”

A competição para o Nobel Center teve duas fases, sendo a primeira com 11 selecionados e a segunda, em novembro do ano passado, com três finalistas.

O espaço assinado por Chipperfield tem inauguração prevista para 2018.

Confira abaixo o vídeo de divulgação da equipe do Prêmio Nobel:

FOTO 3

FOTO 4

FOTO 5

FOTO 7

FOTO 8

FOTO 9

FOTO 10

FOTO 11

FOTO 12

FOTO 13

Compartilhe:


Mostra comemorativa dos 90 anos de Harry Seidler chega ao RJ

O Instituto de Arquitetos do Brasil – Rio de Janeiro traz, a partir do dia 11 de abril, a exposição itinerante em comemoração aos 90 anos do arquiteto Harry Seidler “Arquitetura, arte e design colaborativo”. A mostra apresenta desenhos, esboços, maquetes de esculturas, fotografias, filmes e documentos pessoais do profissional que é considerado um dos precursores da arquitetura moderna australiana no século 20.

Com curadoria de Vladimir Belogolovsky e co-curadoria de Wilson Barbosa Neto, “Arquitetura, arte e design colaborativo” destaca os projetos célebres do arquiteto na Austrália e as principais obras desenvolvidas por ele fora do país em três módulos, Casas de Sydney; Torres de Sydney; e Além Sydney.

A mostra já foi exibida na Estônia, Bulgária, Canadá, Estados Unidos, e pela primeira vez está na América do Sul. Especialmente para essa passagem pelo Brasil, foram acrescentados documentos e imagens sobre a proximidade entre Harry Seidler e Oscar Niemeyer, revelando a influência do brasileiro em seu trabalho.

“A exposição no Brasil trata com um olhar diferente a relação entre Harry Seidler e Oscar Niemeyer, não só quando ele esteve trabalhando no país, no final dos anos 1940, mas também por sua produção ao longo da carreira”, explica Wilson Barbosa Neto, co-curador e arquiteto que trabalhou entre 2009 e 2010 no escritório de Seidler em Sydney. “Niemeyer influenciou diretamente a produção arquitetônica de Seidler, como pode ser percebido no mural da Casa Rose Seidler (1950), esculpido pelo próprio arquiteto; no telhado de arco duplo da Casa Williamson (Casa Iglu – 1951), que remete à igreja São Francisco de Assis da Pampulha; e em obras mais recentes como a Casa Berman (1999), na linguagem curvilínea fluída da construção.”

Adepto das colaborações criativas, Harry Seidler também trabalhou ao lado de personalidades como o arquiteto Marcel Breuer; o engenheiro Pier Luigi Nervi; o fotógrafo Max Dupain; e os artistas Josef Albers, Alexander Calder, Norman Carlberg, Sol Lewitt, Charles Perry, Frank Stella e Lin Utzon.

Serviço

Exposição “Harry Seidler: arquitetura, arte e design colaborativo”

Local: Sede do IAB – RJ – Rua do Pinehiro, 10, Flamengo – Rio de Janeiro, São Paulo

Data: de 11 de abril a 16 de maio de 2014

Horário: de segunda a sexta, das 10h às 18h

Fone: 21 2557 4480

www.iabrj.org.br

 

Casa Berman, Joadja, New South Wales, 1996-99

Casa Berman, Joadja, New South Wales, 1996-99

Wohnpark Neue Donau, Vienna, 1993-98

Wohnpark Neue Donau, Vienna, 1993-98

Embaixada da Austrália, Paris, França, 1973-77

Embaixada da Austrália, Paris, França, 1973-77

Horizon Apartments, Sydney, 1990-98

Horizon Apartments, Sydney, 1990-98

 

 

 

 

Compartilhe:


A lista das cidades do mundo com melhor qualidade de vida

Ouça abaixo a matéria que foi ao ar no rádio ou clique aqui para fazer o donwload:

 

A empresa de consultoria americana Mercer publicou seu ranking anual da qualidade de vida de 223 cidades ao redor do mundo. Considerando  fatores que abrangem aspectos climáticos, culturais, econômicos, educacionais, sociais, ambientais, políticos, de saúde, entre outros, os cinco primeiros lugares foram ocupados por Viena, na Áustria; Zurique, na Suíca; Auckland, na Nova Zelândia; Munique, na Alemanha e Vancouver, no Canadá.

Viena, Áustria

Viena, Áustria

Zurique, Suíca

Zurique, Suíca

Auckland , Nova Zelândia

Auckland , Nova Zelândia

Munique, Alemanha

Munique, Alemanha

Vancouver, Canadá

Vancouver, Canadá

Os dados foram coletados entre setembro e novembro de 2013 e incluem avaliações individuais sobre estabilidade política; índice de criminalidade; aplicação de leis; valor cambial; censura da mídia; limitações à liberdade pessoal; poluição do ar; coleta de lixo; serviços médicos, bancários, educacionais, de água, esgoto, eletricidade e transporte; restaurantes, teatros, cinemas, áreas públicas para prática de esportes; disponibilidade de alimentos; número de carros; qualidade de habitação; clima e registros de desastres naturais.

O relatório também traz um ranking segmentado por continente. Na Europa, o primeiro lugar é da campeã mundial Viena, na Áustria. Entre as asiáticas, a vencedora foi a cidade de Cingapura. Na América, o topo do pódio ficou com Vancouver. E Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, lidera a lista do Oriente Médio e África.

Cingapura,

Cingapura

Dubai, Emirados Árabes Unidos

Dubai, Emirados Árabes Unidos

Para ver a avaliação individual das cidades do top 5 acesse o portal www.mercer.com/qualityofliving.

Compartilhe: