“Tiny Tattoos” coloca pequenas tatuagens em belos cenários

O fotógrafo americano Austin Tott desenvolveu a criativa série “Tiny Tattos”, onde pequenas “tatuagens” desenhadas a mão em um pulso são colocadas em cenários que combinam com elas. A bicicleta é pelada pelas ruas de uma grande cidade, os sinais de aspas se perdem entre pilhas de livros, a pequena raposa está no meio das toras de madeira, o barquinho veleja sobre as águas do mapa mundí e a minúscula fechadura busca seu par em meio a diversas chaves.

FOTO 1

FOTO 2

FOTO 3

FOTO 4

FOTO 5

FOTO 7

FOTO 8

FOTO 9

Compartilhe:


Exposição discute relação entre obras únicas e múltiplas

Está em cartaz na Carbono Galeria, em São Paulo, a exposição “Único”. Com curadoria de Paulo Venâncio Filho, a mostra discute a relação entre obras únicas e múltiplas por meio de trabalhos  de 18 artistas.

Para explorar o tema e sugerir uma “perturbação” no conceito de múltiplos, o curador incentivou Afonso Tostes, Ana Linnemann, Carlos Zilio, Celia Euvaldo, David Batchelor, Estela Sokol, Felipe Barbosa, Jorge Molder, Luiza Baldan, Marcello Nitsche, Marcelo Solá, Marco Giannotti, Otavio Schipper, Paulo Monteiro, Rafael Alonso, Rodrigo Andrade, Tatiana Blass e Vânia Mignone a criarem obras em série com pequenas diferenças entre si, da cor à disposição dos elementos.

“Ninguém pretende possuir todos os múltiplos de um múltiplo; e aquele que possui um múltiplo o entende e o aprecia como um único. De modo que a percepção do múltiplo pode variar dependendo dos diversos pontos de vista”, analisa o curador.

Apito, de Tatiana Blass

Apito, de Tatiana Blass

Estacionamento, de Felipe Barbosa

Estacionamento, de Felipe Barbosa

Slugette, de David Batchelor

Slugette, de David Batchelor

Vênus, de Carlos Zilio

Vênus, de Carlos Zilio

Cremerie, de Luiza Baldan

Cremerie, de Luiza Baldan

Serviço

Exposição “Único”

Local: Carbono Galeria – Rua Joaquim Antunes, 59, Pinheiros – São Paulo

Data: até 10 de maio

Horário: segunda a sexta das 10h às 19h, sábados das 11h às 15h

Fone: 11 4564 – 8400

www.carbonogaleria.com.br

Compartilhe:


A “Cidade Invisível” que celebra o espaço verde de Londres

Ouça abaixo a matéria que foi ao ar no rádio ou clique aqui para fazer o donwload:

 

Os artistas Claudia Moseley e Edward Shuster, em parceria com designers, engenheiros e arquitetos do escritório inglês Jerry Tate Architects, desenvolveram o projeto “The Invisible City” para o Regent Park, em Londres. Trata-se de um trabalho que prevê a construção de três estruturas transparentes suspensas ao chão, em formato de cabanas e feitas de madeira, onde diferentes atividades celebrarão a cultura e a natureza.

“The Aerial Arena”, com capacidade para receber até 100 pessoas, será o ponto central da “Cidade Invisível”, oferecendo um espaço para artistas, comunidade e mentes inovadoras mostrarem suas diversas formas de arte.

The Aerial Arena

The Aerial Arena

The Aerial Arena

The Aerial Arena

The Aerial Arena

The Aerial Arena

Como uma casa na árvore, “The Hive Gallery” aproxima e integra o visitante a um ambiente natural e sem intervenção do homem. Quem entra na galeria pode ver de cima toda a área verde do parque.

The Hive Gallery

The Hive Gallery

The Hive Gallery

The Hive Gallery

The Hive Gallery

The Hive Gallery

“Peace Pods” deixará os visitantes bem em cima da lagoa, incentivando novos pontos de vista e funcionando como uma área de encontro para conversas, meditações e workshops.

A ideia para a “The Invisible City” surgiu após o sucesso do projeto “The Gallery”, idealizado também por Claudia Moseley e Edward Shuster para o parque londrino. Na ocasião, em 2009, o espaço recebeu 23 mil pessoas em 200 eventos durante 6 semanas.

The Gallery, realizado em 2009

The Gallery, realizado em 2009

Para sair do papel, “The Invisible City” está no site de arrecadação virtual coletiva Kickstarter até o dia 28 de março e também recebe apoio dos artistas Helena Bonham Carter e Tim Burton.

Peace Pods

Peace Pods

Peace Pods

Peace Pods

Peace Pods

Peace Pods

 

 

Compartilhe:


Laser Cat: um gato que projeta trabalhos de renomados artistas

A equipe organizadora do Prêmio Art Director Club e do Festival ADC of Art and Craft in Advertising and Design criou o “Laser Cat”. A curiosa e incomum peça serve para projetar, por meio de lasers que saem dos olhos do gato, trabalhos de renomados artistas nos edifícios de Miami Beach.

Laser Cat

Os criadores convidam todos os amantes de arte, desde estudantes até profissionais já consagrados, a expor seus trabalhos via “Laser Cat”. “Sem nosso amor pela arte e pelo processo criativo, somos simplesmente comerciantes. Dessa forma, podemos mostrar ao mundo que ‘criativo’ não é apenas uma palavras em nossos cargos e descrições, mas algo que nós vivemos e respiramos todos os dias”, explicam.

Nomes como Stefan Sagmeister, Milton Glaser, Bansky e David Lynch já enviaram suas obras para serem projetadas pelos olhos do dourado gato.

Confira o vídeo de divulgação do “Laser Cat”, que estará no Festival ADC of Art and Craft in Advertising and Design entre os dias 7 e 9 de abril, em Miami Beach.

Laser Cat 2

Laser Cat 3

 

Compartilhe:


Fotos que brincam com a imaginação apresentam pessoas sobre árvores

Tudo começou quando o fotógrafo francês Erwan Fichou estava caminhando pela rua e viu um homem em cima de uma árvore. Em sua imaginação, a planta tinha o formato de um OVNI e a pessoa parecia um ET sobre a nave.

FOTO 1 - Miradors

Foi então que Erwan desenvolveu a “Miradors” ou “Mirantes”, uma série de fotos que desperta curiosidade e constrói projeções. Com a ajuda de jardineiros, ele criou diferentes formas e tamanhos para a folhagem das árvores e convidou pessoas que passavam por perto para subirem e serem fotografadas.

Miradors 2

Miradors 3

Miradors 4

Miradors 5

Miradors 6

Miradors 7

Miradors 8

Miradors 9

Miradors 10

Miradors 11

Miradors 12

Miradors 13

Compartilhe: